[ENTREVISTA] Dicas para Concursos Com Igor Emmerich – Agente Fiscal de São Paulo

Igor Emmerich

É possível que você não o conheça, mas Igor Emmerich é escritor de um simples e fascinante livro que está entre os mais vendidos da Amazon (área ebooks), o “Vida de Concurseiro – Da Depressão À Euforia: E as 27 lições do concurseiro vitorioso”. Seu livro possui enorme aprovação (4,8 estrelas de 5), tem ajudado muita gente a se preparar para concursos e também custa uma pechincha (R$ 12,90)!

Ele é engenheiro agrícola e ambiental e trabalha atualmente como agente fiscal de rendas do estado de São Paulo, um dos concursos mais difíceis e concorridos do Brasil. Também é escritor do livro “Ser Rico Não É Pecado – Como a Bíblia mostra que Deus quer a sua riqueza”.

Entrei em contato com ele e consegui uma entrevista curta de 7 perguntas para arrancar algumas dicas para concursos. Se você está se preparando, anda desesperançoso e quer aprender com quem já é aprovado em um grande concurso você vai gostar da nossa conversa.

 

Entrevista


circle-icon-41

Marcel Maranhão – Durante o seu livro você faz questão de frisar em alguns trechos que você é uma pessoa normal, com defeitos e dificuldades, para deixar bem claro que ser aprovado em um concurso não é tarefa para gênios. Você acredita que este é um grande problema que faz pessoas que sonham em ser concursadas nem se quer tentar?

Igor Emmerich – Exatamente! Acredito que uma das causas da maioria dos fracassos das pessoas é a falta de confiança nelas mesmas. Uma das estratégias de aprovação é estar absolutamente certo de seu sucesso, pois isso lhe dará uma força extraordinária para continuar os estudos até o momento de ver seu nome no Diário Oficial. Penso que as pessoas que não acreditam em si mesmas estão muito mais propensas a desistirem da luta.

 

Marcel Maranhão – Você destaca em certo momento no seu livro que tirou as maiores notas em determinada matéria da universidade não por ser o mais inteligente, mas por saber como estudar. O que você pode falar sobre isso?

Igor EmmerichEnsinar a estudar devia ser matéria de colégio. Hoje eu vejo que fiz um monte de coisa errada até completar meus estudos no segundo grau. Antes de começar a estudar para o vestibular, graças a Deus tive a oportunidade de aprender a aprender. Estudei numa Universidade Federal, além de um intercâmbio na Universidade da Flórida – Estados Unidos –, com todas as despesas pagas por um programa do Governo Federal, que em 2004 era bem restrito. Fui o melhor aluno da minha turma, com um coeficiente de rendimento que, acredito, pouquíssimos estudantes conseguiram em toda história da Engenharia Agrícola e Ambiental na Universidade Federal de Viçosa. Fui aprovado em um dos concursos mais disputados do país.

Consegui isso a partir de minha inteligência natural? De forma alguma. Eu simplesmente aprendi a estudar, e isso é uma das coisas que demonstrei no meu livro. Qualquer pessoa é capaz de ter um desempenho excelente nos estudos se souber estudar. Não adianta querer cortar a carne sem antes amolar a faca. Antes do meu vestibular, tive várias notas ruins na escola, inclusive fiquei de recuperação em uma matéria do ensino médio, que na época fazia junto com ensino técnico.

 

Marcel Maranhão – Você acredita que a preparação mental de um candidato é um dos pontos mais importantes na preparação deste para concursos públicos?

Igor EmmerichSim, a parte mental deve ser tratada com carinho, pois a caminhada da aprovação pode demorar um pouco. Eu quase fiquei maluco! Creio que a prática de esportes, algum lazer e a aprovação num concurso intermediário (“concurso escada”) pode ajudar nessa empreitada. Entretanto, a prática de esportes e lazer deve ser feita com moderação, pois o tempo é uma das coisas mais preciosas para o concurseiro.

 

Marcel Maranhão – Muitos concurseiros economizam em comprar materiais que vão ajudar na sua preparação, mas em contrapartida gastam dinheiro com roupas, baladas ou outras finalidades. É possível ser aprovado em um concurso sem investir financeiramente na própria capacitação?

Igor EmmerichVeja bem. Material bom não custa barato! Por isso acredito que a um concurseiro jamais deveria economizar em sua preparação. Lógico que não aconselho ninguém a tomar empréstimo no banco para comprar livros e fazer um cursinho. Entretanto, se a disponibilidade financeira do concurseiro é baixa, ele deve focar o máximo possível em sua preparação, pois, após a aprovação, rapidamente ele recuperará seu investimento.

Na minha época de estudos para Auditor-Fiscal, usava um tênis furado, roupas velhas, não tinha telefone celular, além de ter vendido uma TV 29 polegadas tela plana e um home theater para poder comprar livros. “Rapei o tacho” mesmo, e gastei tudo que tinha na minha preparação. Não me arrependo de jeito nenhum, pois valeu muito a pena o sacrifício.

 

Marcel Maranhão – Em seu livro você fala da importância de praticar atividades físicas e ter boas noites de sono. Abdicar totalmente destes prazeres é um problema que atinge muitos concurseiros?

Igor EmmerichComo já falei, exercícios físicos são necessários para manter um bom estado psicológico do candidato. Como todos sabem, também são essenciais para uma boa saúde. Entretanto, é impossível passar em um concurso difícil onde o concurseiro passa a maior parte do tempo numa academia de ginástica ou jogando futebol; isso tem de ser moderado. Se o tempo for curto, no caso de o concurseiro que precisa trabalhar, a atividade física deve ser a mínima recomendada pelos médicos.

O sono é a mesma coisa. Ninguém é capaz de aprender “babando” em cima de um livro. Na universidade, por exemplo, nunca virei uma noite estudando para uma prova. Meus amigos que faziam isso tinham um desempenho bastante inferior. Entretanto, tem de saber separar o sono da preguiça. A quantidade de sono necessária varia de pessoa para pessoa; 8 horas é apenas uma média.

 

Marcel Maranhão – Das 27 excelentes dicas que você ensina no seu livro qual delas você destacaria para o pessoal que acompanha o Engenheiro Concurseiro como a mais importante de todas?

Igor EmmerichNão vou dizer só uma, mas duas: a primeira é a revisão constante de conteúdo (estudando por ciclos). Por exemplo, li meu livro de Direito Tributário umas 10 vezes, além de ter feito inúmeros resumos da mesma matéria. A segunda é a resolução de questões, técnica cientificamente comprovada com uma das mais eficazes. Dessa forma, o conhecimento fixa no seu cérebro de uma maneira irresistível.

 

Marcel Maranhão – Para finalizar, que dica você pode dar para quem pensa em se tornar um Auditor Fiscal?

Igor Emmerich A forma de estudar é exatamente a mesma. Entretanto, para quem quer ser um auditor fiscal, esteja preparado pra guerra! Estudem muita contabilidade, direito tributário e legislação tributária do ente para qual é o concurso. No caso dos fiscos estaduais, é essencial saber ICMS, ITCMD e IPVA.

 

Conclusão


circle-icon-61

É isto, espero que tenha gostado da nossa conversa.

Em resumo, podemos tirar as seguintes conclusões  a partir desta entrevista:

#1 Concurso não é para gênios, basta ter confiança em si mesmo e seguir adiante;

#2 Saber estudar da maneira correta faz com que você consiga resultados surpreendentes, independente da sua inteligência;

#3 Cuidar do seu corpo e mente é essencial para qualquer concurseiro seguir em sua jornada sem enlouquecer e mantendo um bom rendimento; atividades físicas, lazer e boas noites de sono são importantes, no entanto deve-se ter cuidado com os exageros;

#4 Um bom concurseiro deve gastar dinheiro para se preparar melhor, o investimento é facilmente recuperado após a aprovação;

#5 Revisar e resolver questões constantemente são uma das chaves para a aprovação em um concurso.

 

Caso você queira saber mais sobre o livro do Igor basta acessar esse link (eu não ganho nada por isso, estou recomendando porque realmente vale cada centavo). Seu livro está disponível apenas em meio digital (ebook), mas em breve também será lançado em meio impresso (por um preço maior).

 

Agora me diz uma coisa…

Ficou alguma dúvida? Comente abaixo!

Ajude o EC a crescer compartilhando esta página nos botões de redes sociais ao lado ou abaixo! Leva menos de 10 segundos e você vai contribuir com a propagação de um conteúdo de qualidade. :)

Inscreva-se na lista abaixo para receber conteúdos com dicas avançadas e restritas em primeira mão!

Siga firme!

 

  • Marcel

    Participe!

  • Felipe

    Excelentes dicas. Parabéns pela entrevista!

    • Engenheiro Concurseiro

      Obrigado, Felipe.

      Continue participando!

      Abraço.

  • Jorge

    Boa entrevista. Obrigado pelas dicas.

    • Engenheiro Concurseiro

      Obrigado.

      Continue participando!

      Abraço.

  • Jhone Andrade

    Gostei bastante dos métodos ensinados, quero comprar o livro e aprender todas as dicas…Obrigado Marcel Maranhão pela entrevista