Concurso da Petrobras – Manual Completo

Concurso da Petrobras

concurso da petrobras 2018

O concurso da Petrobras é um dos concursos mais cobiçados por engenheiros e técnicos do Brasil.

Por ser um concurso que eu fui aprovado em bem menos tempo do que o normal é bastante comum eu receber perguntas e mais perguntas a respeito do assunto.

A fim de sanar as dúvidas mais comuns eu criei esse post para você. Nele você vai descobrir:

  • Como ingressar na Petrobras;
  • Salários oferecidos no último concurso (Petrobras 2018);
  • Número de vagas previstas no último concurso e localidades (Petrobras 2018);
  • Posso fazer para Engenheiro de Petróleo?
  • Passar na Petrobras é difícil?

*Atenção*: a Petrobras está com um concurso aberto para diversos cargos de nível superior nesse momento (08/02/2018). Se quiser ver todos os detalhes do edital do concurso Petrobras 2018 é só clicar aqui e baixar. As inscrições vão até o dia 05/03/2018 e as provas serão aplicadas no dia 08/04/2018. Você encontrará mais detalhes sobre esse edital ainda nesse artigo.

Como Ingressar na Petrobras

ingressar na Petrobras

Como você deve saber, para trabalhar como empregado “crachá verde” na Petrobras você deve ser aprovado em um concurso público.

Você até pode entrar como estagiário ou contratado sem precisar passar por um certame, mas a estabilidade, os benefícios e os rendimentos não são os mesmos de um membro da força de trabalho da companhia.

Na maioria das vezes a banca organizadora é a CESGRANRIO, entretanto já tivemos no passado provas aplicadas pela CESPE.

As provas de nível superior são compostas por 70 questões objetivas, sendo 50 de assuntos específicos (de acordo com o cargo escolhido) e 20 de assuntos básicos (iguais para todos os cargos). Cada questão corresponde a 1 ponto.

As questões básicas são compostas por 10 questões de português e 10 questões de inglês. Elas são de caráter eliminatório e, apenas para critério de desempate, classificatório.

As questões específicas são divididas em três blocos (1, 2 e 3) e possuem caráter classificatório e eliminatório.

Considero o fato de as questões básicas serem praticamente apenas eliminatórias (pois é apenas o 4º critério de desempate) uma grande vantagem das provas da Petrobras.

Faço essa afirmação porque não vejo como uma questão específica de engenharia elétrica, por exemplo, pode ter o mesmo peso de uma questão de inglês ou até mesmo de direito, como vemos em alguns certames. É evidente que o peso deve ser maior.

Segundo informações do edital do concurso da Petrobras 2018, para não ser eliminado o candidato deve tomar os seguintes cuidados:

  • Não fazer menos que 50% dos pontos possíveis nas provas de conhecimento básico;
  • Não fazer menos que 50% dos pontos na prova de conhecimento específico; e
  • Não zerar nenhuma das duas provas de conhecimento básico.

Quanto às provas para nível técnico as informações são praticamente as mesmas. A única diferença é que o bloco de questões específicas possuem 40 questões (e não 50), totalizando 60 questões objetivas ao todo.

No caso de empate para qualquer um dos cargos (técnico e superior) a ordem de prioridade é a que segue:

  1. Maiores de 60 anos;
  2. Maior pontuação no bloco 1 de questões específicas;
  3. Maior pontuação no bloco 2 de questões específicas;
  4. Maior pontuação na prova de conhecimentos básicos;
  5. Maior pontuação na prova de português; e
  6. Maior idade.

Meu conselho para o concurso da Petrobras é: estude as matérias básicas o suficiente para não ser eliminado (50% para cima) e foque pesado nas específicas.

Embora possa ocorrer, depender do 4º critério de desempate para ser aprovado é um pouco improvável.

Afinal isso foi exatamente o que eu fiz para ser aprovado para eng. civil na Petrobras começando do zero (se quiser mais detalhes do caminho que eu segui para ser aprovado na Petrobras é só clicar aqui).

Informação final desse tópico: se você vai prestar o concurso da Petrobras 2018, esse é o cronograma que você deve estar atento.

cronograma Petrobras 2018

Salários para Nível Superior e Técnico da Petrobras

Conforme consta no edital do concurso Petrobras 2018.1, o salário varia de acordo com o cargo a ser ocupado. Veja abaixo como essa distribuição ocorre.

Nível Superior:

  • Cargos de engenharia: salário básico de R$ 6.350,99 com garantia de remuneração mínima de R$ 10.726,45;
  • Geólogo e geofísico: salário básico de R$ 6.350,99 com garantia de remuneração mínima de R$ 10.726,45;
  • Químico de petróleo: salário básico de R$ 6.350,99 com garantia de remuneração mínima de R$ 10.726,45; e
  • Médico e enfermeiro do trabalho: salário básico de R$ 5.894,54 com garantia de remuneração mínima de R$ 9.955,44.

Nível Técnico:

  • Técnico de administração e controle: salário básico de R$ 2.217,56 com garantia de remuneração mínima de R$ 3.745,32.
  • Demais cargos técnicos: salário básico de R$ 2.672,17 com garantia de remuneração mínima de R$ 4.513,13.

Além do salário a empregado da Petrobras conta com outros benefícios como:

  • Auxílio creche;
  • Auxílio ensino (pré-escolar, fundamental, médio e superior);
  • Assistência multidisciplinar de saúde (médico, odontológico, psicológico, nutricional e hospitalar);
  • Benefício farmácia;
  • Plano de previdência complementar;
  • Programa de assistência especial (destinado a empregados e filhos de empregados com deficiência); e
  • Participação nos lucros e resultados.

Sobre a carreira, a força de trabalho pode progredir seus rendimentos ganhando avanço de nível, promoção (para pleno e posteriormente para sênior) ou sendo selecionado para um cargo de confiança, podendo seguir a carreira gerencial ou de consultoria.

O avanço de nível e promoção (chamado internamente de ANPR) ocorre anualmente.

Isso significa que todo ano os empregados Petrobras têm a oportunidade de ter um aumento salarial, seja ganhando 1, 2 ou até 3 níveis ou por promoção, caso tenha chegado ao nível máximo de sua classificação (júnior para pleno ou pleno para sênior).

Todos aqueles empregados que obtiverem avaliação acima de determinado mínimo em seu desempenho anual e não receberem avanço de nível em 12 meses automaticamente os receberão com 18 meses.

Sobre os cargos de confiança, a força de trabalho pode assumir a função de consultor, supervisor (somente para nível técnico), coordenador, gerente setorial, gerente, gerente geral, gerente executivo, diretor e presidente.

Diferentemente do que alguns podem pensar: sim, você pode chegar até presidente da companhia sendo “funcionário de carreira”.

Quanto ao anuênio, este é um pequeno valor que o empregado passa a receber mensalmente ao completar um ano de companhia e que vai crescendo até valores bem legais ao longo dos anos.

Em resumo, eu diria que a progressão salarial para os empregados da Petrobras é bem satisfatória.

Vagas Previstas no Último Concurso (2018)

O concurso em andamento da Petrobras (08/02/2018) visa preencher 111 vagas imediatas para profissionais de nível superior e técnico e 555 vagas de cadastro de reserva.

São oportunidades para diversos cargos de engenharia, além de outras áreas. A tabela abaixo (retirada do edital do concurso Petrobras 2018.01) resume as vagas distribuídas por cargo.

vagas concurso petrobras 2018 parte 1

vagas concurso da Petrobras 2018 parte 2

Perceba que as localidades são diversas.

Em geral, os cargos de nível superior são para polo nacional, entretanto invariavelmente ocorre de algumas vagas serem ofertadas para lugares específicos, como é o caso do médico e enfermeiro do trabalho nesse concurso de 2018.

Quando o seu polo é nacional é realmente difícil saber em que cidade você vai parar antes de ingressar na empresa.

Um palpite meu, que trabalho aqui dentro, é que a maioria das vagas são para lotação no sudeste do Brasil, mas reitero que isso é um palpite.

No meu caso, eu não tinha a mínima ideia. Acabei passando uns meses no Rio de Janeiro, depois 1 ano e meio no Rio Grande do Sul e, por fim, estou em Sergipe.

Para ser aprovado nesse concurso disputei por 8 vagas contra aproximadamente 5.600 candidatos.

Posso Fazer para Engenheiro de Petróleo?

O edital do concurso da Petrobras 2018.1 informa que para poder assumir o cargo de engenheiro de petróleo você você deve possuir um certificado de conclusão ou diploma, devidamente registrado, em Engenharia.

Isso significa que se você for um engenheiro de qualquer área você pode sim prestar concurso para esse cargo. 🙂

Você “se torna” um engenheiro de petróleo no curso de formação da Petrobras, que na maioria das vezes acontece no Rio de Janeiro e deve durar entre 8 e 12 meses.

Passar na Petrobras é Difícil?

Olha, sei que sou suspeito para falar…

Digo isso porque passei muito rápido nesse certame (menos de 3 meses de estudo começando do zero) e porque eu conheço um caminho mais rápido para ser aprovado em concursos.

Nenhum concurso vai ser fácil, mas com motivação, fé e tomando as ações certas é possível ser aprovado em qualquer concurso.

Como disse antes, considero o fato de praticamente só contar as questões específicas para ser aprovado um fator muito bom para quem deseja entrar na Petrobras.

Eu simplesmente odiava ter que me preocupar em estudar direito, por exemplo, uma área que não tem nada a ver com minha área de atuação, para ser aprovado em um concurso.

Também tem aquelas questões super chatas de informática que você tem que decorar o que o ctrl + B faz no word e o que ele faz no internet explorer.

Sinceramente não acredito que será com essas questões que você vai selecionar o melhor engenheiro civil ou médico do trabalho, por exemplo.

E no concurso da Petrobras você não terá nada disso. Serão apenas questões especificas e umas poucas questões de português e inglês que você deve se preocupar apenas em não fazer abaixo de 50% (as duas juntas) ou zerar.

Quanto a concorrência, não ligue muito para isso. A grande, grande, grande maioria dos candidatos estão lá para encher linguiça. Muitos até faltam a prova.

Quando vi que a concorrência do meu cargo seria algo em torno de 700 candidatos/vaga não fiquei nenhum pouco preocupado…

Na verdade, acho até bom vir um pouco mais alta para espantar um possível candidato forte que está meio inseguro. Minha parte eu sabia que eu ia fazer de qualquer jeito…

Acabei sendo aprovado em 3º lugar nacional!

Caso você esteja pensando que eu seja algum tipo de geniozinho ou cdf já te antecipo que você está enganado.

Eu reprovei em vestibular, me formei atrasado e perdi diversas matérias na faculdade (teve matéria que da turma toda só eu perdi).

Em resumo, o que eu quero te dizer é que é possível! Manda brasa e vai na fé!

Caso queira aumentar exponencialmente suas chances de ser aprovado veja agora o Método Concurseiro100: o método de estudo eficaz que eu criei após ser aprovado rapidamente na Petrobras e na CEF.Foi esse método que ajudou, entre diversos casos, o Arthur Oliveira a ser aprovado na Petrobras e o Lauro Pilatti a ser aprovado na Marinha (depoimentos nesse link, descendo um pouco).

Por fim, espero que esse artigo tenha te ajudado a esclarecer quaisquer dúvidas sobre esse certame.

Bom estudo e siga firme!